Projeto “Contratempo”

O projeto “Contratempo” resulta duma parceria estabelecida entre a Associação Cultural e Recreativa da Tuna de Tecnologia da Saúde do Porto (ACRTTS), a Associação Nova Aurora na Reabilitação e Reintegração Psicossocial (ANARP) e o Laboratório de Reabilitação Psicossocial da ESTSP/FPCEUP, visando a produção e utilização da música como ferramenta no combate ao estigma relativamente às pessoas com problemas de saúde mental. O projeto terá como ponto de partida o desenvolvimento de sessões de exploração e criação musical em que elementos da ACRTTS e pessoas com problemas de saúde mental trabalharão sinergicamente no mesmo espaço criativo, com o objetivo de conceber peças musicais destinadas ao combate dos estereótipos e preconceitos relacionados com a doença mental. Com o objetivo de maximizar o impacto desta iniciativa, o projeto culminará na apresentação do produto final no festival anual organizado pela ACRTTS (Novembro 2015), na criação de um vídeo que retrata o desenvolvimento e a mensagem do projeto, e na gravação de um CD com o reportório criado. Mais ainda, para potenciar o número de pessoas abrangidas pelo projeto, incluindo a comunidade estudantil e o público em geral, serão utilizados vários canais de comunicação do Instituto Politécnico do Porto e da Rede de Apoio Social e Reabilitação Psicossocial de Pessoas com Doença Mental da Área Metropolitana do Porto.

Realizou-se no dia 1 de Junho na Sala D. Maria, nos Paços do Concelho, a cerimónia de entrega do Prémio Porto Jovem, presidida pela vice-presidente da Câmara Municipal do Porto, Guilhermina Rego. O projeto “Contratempo”, resultante de uma parceria estabelecida entre a Associação Cultural e Recreativa da Tuna de Tecnologia da Saúde do Porto (ACRTTS) e a Associação Nova Aurora na Reabilitação e Reintegração Psicossocial (ANARP), ganhou o terceiro prémio no valor de 500 euros para apoiar a implementação do projeto, pelos representantes das duas instituições estiveram presentes na Câmara Municipal do Porto para a sua receção.

Este projeto, que visa a produção e utilização da música como ferramenta no combate ao estigma relativamente às pessoas com problemas de saúde mental, irá continuar a desenvolver-se neste âmbito, culminando com uma atuação final num festival de tunas a ser realizado em Novembro deste ano no Teatro Sá da Bandeira.

Saiba mais sobre este projeto através do vídeo apresentado nesta cerimónia:

Estigma, discriminação, preconceito, rejeição. São palavras como estas que procuramos eliminar do glossário da sociedade em relação às pessoas com problemas de Saúde Mental. O trabalho que desenvolvemos com esta gente (com o apoio do Centro de Reabilitação Nova Aurora) foi tão especial para nós que prometemos não parar por aqui.Senhoras e Senhores, apresentamos a nossa iniciativa social de 2015, o Contratempo.#tunaTS #socialTS #contratempo

Posted by Tuna TS - Tuna de Tecnologias da Saúde do Porto on Domingo, 31 de Maio de 2015